Erro
  • XML Parsing Error at 1:165. Error 4: not well-formed (invalid token)
  • XML Parsing Error at 1:138. Error 4: not well-formed (invalid token)

ABL NA ESCOLA

ABL - Aprender Brincar e Ler

A leitura da palavra produz a releitura do mundo e cria novas formas de diz-lo. (Paulo Freire)

Contextualizao do ABL
Aprender torna-se uma tarefa mais difcil quando no se compreende a importncia da literatura infantil no desenvolvimento cognitivo da criana desde a primeira infncia. O desenvolvimento da linguagem em termos de oralidade, escrita e leitura inicia-se na famlia e vai para alm da escola.

Brincar uma forma de atividade complexa, indispensvel ao desenvolvimento infantil. A criana para alm de se conhecer a si prpria e ao mundo que est a sua volta, brinca e esse brincar contribui para o processo de aprendizagem, facilitando a construo da reflexo, da autonomia e da criatividade.

Ler tecnicamente no suficiente para o desenvolvimento do carcter da criana. indispensvel que a criana consiga (re)interpretar, associar, interiorizar e exprimir-se enquanto indivduo num processo colectivo. Para um futuro leitor preciso promover o contacto precoce com o livro e desde logo estimular o desenvolvimento de inmeras competncias pelo prazer de ler.

Apoiando-se em diferentes tipos de tcnicas de promoo da leitura para a infncia o desafio do ABL "aprender a brincar e ler brincando". Unindo essas competncias volta da leitura, a criana descobre que se pode ir mais alm do nosso imaginrio.

Para que os livros no sejam um patrimnio cultural morto e desadequado comunidade preciso estimular o prazer da leitura como ferramenta bsica para a compreenso de qualquer informao.

Como surgiu o ABL?
Colabormos com a Biblioteca Municipal lvaro de Campos, desenvolvendo o projecto O Ba das Letras. Surgiu no Vero de 2009 e pouco a pouco, reuniu pessoas volta da literatura infanto-juvenil. A partir da, o gosto de ler e partilhar leituras juntou um Grupo de Leitores (mediadores de leitura) que tm dado vida aos livros, levando-os s escolas e a (outros espaos educativos do concelho).

Contamos com o excelente apoio de profissionais da mediao da leitura, escritores, contadores de histrias (Jos Fanha, Miguel Horta, Maurcio Leite, Joo Lizardo, Tomas Bakk) entre outros que colaboraram das mais diversas formas.

H dois anos que o ABL desempenha um papel fundamental na rea da promoo da literacia Infanto-juvenil, contribuindo nas escolas, bibliotecas pblicas e escolares, feiras do livro, e nos mais diversos locais pblicos com ateliers temticos, contos, jogos pedaggicos, teatros para a infncia, leituras encenadas, frias escolares, com objetivo de promover a leitura potenciando a comunicao entre a linguagem verbal e no verbal.

Objetivos Gerais do ABL
Realizar oficinas que se destinam a um pblico infanto-juvenil, nas escolas ou em qualquer espao pblico, atravs do livro. importante perceber outras formas de pensar, com respeito e discernimento as diferentes crenas e valores sociais e reconhecer a diversidade dos modos de ser, de agir e de se relacionar em sociedade.

Neste sentido, o objetivo principal promover o dilogo Intercultural e Intergeracional fomentando o esprito crtico e o debate das questes psicossociais inerente ao homem.

Objetivos Especficos do ABL:

  • Enriquecer o vocabulrio;
  • Promover o sucesso escolar;
  • Combater o abandono Escolar;
  • Despertar, proporcionar e desenvolver a:

- Sensibilidade;
- Valorizao da vida;
- Imaginao;
- Espontaneidade;
- Capacidade intelectual;
- Capacidade expressiva;
- Capacidade de reflexo;
- Compreenso;
- Independncia;
- Solidariedade e Altrusmo;
- Desenvolver uma conscincia de respeito pela diferena;

Proposta:
Com base nesta experincia bem sucedida e conhecimento adquirido, propomos as Oficinas abaixo descrita, a realizar nas escolas primrias, locais pblicos, feiras, bibliotecas, Associaes, no sentido de fomentar o gosto pela leitura.

As oficinas so:

  1. Espelho, Espelho meu, somos diferentes ou somos iguais?
  2. Quem Mexeu no Meu Queijo;
  3. Provrbios Sem Fronteira;
  4. P de Estrelas;
  5. Construindo o meu Livro
  6. A Vaca Margarida;
  7. Canto & Reconto
  8. A Viagem do Principezinho

Publico Alvo: Alunos do 1 ao 4 ano das Escolas do Concelho de Tavira

Datas e horrio: a definir. com as Escolas.

Durao: 01h30 minutos cada sesso.

Veja neste endereo alguma das oficinas realizadas pelo ABL: http://aprenderabrincarealer.blogspot.com

Breve apresentao das Oficinas do ABL

01 -Oficina: Espelho, Espelho meu! Somos diferentes ou somos iguais?

So mais de 30 livros que abordam de diversas formas o mesmo tema - a multiculturalidade. Esta oficina dividida pode ser 04 sesses apoiado em quatro pilares:

Eu e o Espelho - uma sesso com vrios contos com objetivo de despertar "eu e as nossas diferenas" inseridas no meio onde vivemos. Em frente ao espelho realamos as nossas qualidades para viajar no universo das histrias.

Tu e o Espelho - uma Oficina com histrias onde o "tu aquele que l, e o espelho so os ouvintes". Essa oficina tem por objetivo despertar a capacidade do "ouvir, sentir e respeitar" o outro.

Ele e o Espelho - uma Oficina que cada criana v numa personagem um ponto em comum com o outro.

Ns e o Espelho - as diferenas podem deixar de existir quando compreendemos que podemos ser felizes, como nas histrias encantadas!

02 -Oficina: Quem Mexeu no meu Queijo?

Esta uma histria de mudana que ocorre num Labirinto em que quatro personagens engraadas procuram pelo Queijo, uma metfora para o que queremos ter na vida: Quer seja um emprego, quer seja um relacionamento, dinheiro, uma casa grande, liberdade, sade, reconhecimento, paz espiritual. Cada um de ns tem a sua prpria ideia do que um Queijo e o procuramos porque acreditamos que nos far felizes. Se o obtemos, frequentemente ficamos ligados a ele. E se o perdemos, ou se nos tirado, isso pode ser traumtico.

No livro Quem mexeu no meu queijo? algmas destas questes humanas so discutidas e refletidas em forma de parbola. Nesta oficina convidamos as crianas a se descobrirem num labririnto.

03 -Oficina: Provrbios sem Fronteiras:

Quem no se lembra dos nossos avs quando ramos midos falarem-nos dos provrbios? Ao longo do tempo de geraes e geraes, os provrbios so passados como uma fonte rica de saber e de conhecimento. Esta oficina tem o objetivo de recolher os provrbios dos nossos avs e partilhar com os mais novos, atravs de 12 sesses em que cada sesso se trabalha um provrbio, partilhamos assim o conhecimento e valores passados/registados pela oralidade que de alguma forma condensa uma sabedoria popular.

04 -Oficina: P de Estrelas:

Vinte e Seis letras e milhares de palavras. Juntas ou separadas podemos dar um novo sentido nossa vida. Brincar com este universo de palavras faz-nos sentir adulto e criana e com esse objetivo o livro P de Estrelas vai-nos levar paraeste e outros universos das palavras.

05 -Oficina: Construindo o meu Livro:

Existe um adgio popular que se na vida plantarmos uma rvore, ter um filho e escrever um livro, j podemos pensar na reforma. Escrever, pensar, refletir, sonhar, planear, e construir o seu pequeno livro a misso desta oficina. Por no papel as nossas ideias ordenadas por vezes no uma simples tarefa, cada criana constroi a sua histria e cria o seu prprio livro, utilizando materiais reciclados.

06 -Oficina: A Vaca Margarida:

Aceitar o meio em que vivemos no to simples assim para todos. Ultrapassar as nossas prprias barreiras, exigir de ns a confiana, a determinao e vontade de mudar o nosso futuro. Os obstculos que temos transceder, lutando contra o (nosso) comodismo, levando-nos a perceber o que o Mundo tem para alm dos nosso prprios horizontes. Neste sentido esta oficina para alm de despertar o nosso olhar para o futuro que nos espera, atravs de 04 sesses as crianas aprendem a (re)construir a nossa histria com materiais descartveis.

07 -Oficina: Canto & Renconto:

Em determinado momento, as nossas crianas o que precisam simplesmente sentar e ouvir. Num canto de uma sala, ou num espao qualquer esta oficina dedica este momento para que as crianas aprendam simplesmente ouvir uma, duas, trs, quatro e infinitas histrias. O restante fica por conta da imaginao e da criatividade da criana. Desta forma, o objetivo estimular o gosto pela leitura semeando o "bichinho" do saber atravs de bons livros.

08) Oficina: A Viagem do Principezinho:

A obraO Pequeno Prncipe, de Antoine de Saint Exupry, traz em seu corpo alguns temas universais. Em princpio, um texto que pode parecer infantil, mas, na verdade, prprio no s para crianas como tambm para adultos, pois as mensagens que carrega nas entrelinhas so lies de amor, amizade e pureza, alm de crticas maneira de como os adultos enxergam as coisas e as pessoas ao seu redor.

O texto fala sobre um aviador que desencorajado a desenhar quando ainda era criana e que, em meio ao deserto, encontra uma figura extraordinria. Comea, ento, a fabulosa histria sobre o Pequeno Prncipe, um menino que mora em um planeta muito pequeno e que tem somente uma flor como companhia. Ela muito vaidosa, mandona e fala demais. Cansado de sua vaidade, um dia ele resolve partir em busca de respostas e faz uma jornada por seis planetas (at chegar Terra). Cada planeta habitado por apenas uma pessoa. Nesta Oficina, as crianas viajam em seis sesses descobrindo se a verdadeira mensagem do Principezinho.

  • PDF

Apoio ao Estudo

Para o ano lectivo de 2011/2012 esto previstas as seguintes actividades:

Um acompanhamento personalizado e adequado realidade de cada aluno. Nesse processo preciso entender que no concluindo o TPC que se aprende, mas atravs de mtodos de estudo que se pode alargar os horizontes do conhecimento potencializando as suas capacidades do entendimento.

Oficinas Criativas

So realizados diversos tipos de oficinas que auxiliam no processo de aprendizagem de uma forma ldica e pedaggica, proporcionando um momento de reflexo abordando as competncias da Leitura atravs de contos, oficinas de reciclagem, msica, expresso corporal, para que a criana registe as informaes fora do contexto de sala de aula.

Ingls

Ingls:Fomentar e incentivar o contacto com outras lnguas, em particular, o ingls fora do contexto escolar. Desta forma a familiaridade torna-se mais fcil no s nas questes do relacionamento mas sim como baliza para vida e a contextualizao de novas culturas.

Mtimdia

Multimdia:Fomentar o sentido de responsabilidade face a avalanche de informao que vivemos no nosso quotidiano. importante saber utilizar as ferramentas do Windows no s para o prazer, mas descobrir que a informtica facilita a nossa vida em vrios aspectos.

Desporto e Bem Estar

Desporto e bem-estar;No processo de aprendizagem entendemos que o "aprender" vai para alm do contexto escolar, na medida que observamos todos os sinais que os nossos sentidos nos transmitem, sempre uma oportunidade de aprender e compreender o que nos cercam.
O bem estar pode sempre aliar com a disciplina. Em parceria com outras Instituies que conseguimos oferecer para as nossas crianas natao, futebol, Karat, Patinagem e muito mais.

You are here Sala de Estudo - ABL Apoio Escolar

Galeria de Imagens